Confusões no banho e tosa: parece coisa de novela

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

Ao levar os cãezinhos para o banho e tosa esperamos que eles retornem limpos, cheirosos e bem tosados. Mas, infelizmente, não é sempre que isso acontece, afinal, imprevistos podem ocorrer. Por isso, temos que ficar sempre atentos e buscar profissionais de confiança. Você já passou por situações parecidas?

Tosa de Poodle em Yorkshire
Após um susto com sua Yorkshire, Ana Pacheco, do Rio de Janeiro, passou a cuidar de sua cachorrinha e não a levou mais para tosar. “Minha York (Shade) tinha um aninho quando foi pela terceira vez ao mesmo banho e tosa. Foi feliz, como sempre, ela adora rua. Uma hora depois, o telefone toca. Era a tosadora dizendo que tinha acontecido um pequeno acidente e que a Shade tinha sido cortada, mas que estava bem e vindo para casa. Fiquei com o coração na mão até a sua triste chegada. Ela estava triste, mal tosada e com lacinhos colados na orelha, o que é um absurdo e detesto. Veio com tosa de Poodle, deprimida e com um buraco logo acima da pata traseira. Fiquei tão revoltada que nunca mais deixei que ela fosse tosada fora. Desde então, eu mesma cuido. Levou uma semana para ela sair da depressão, com muito amor e carinho. Hoje, Shade nem se lembra desse triste evento, mas eu jamais esquecerei.”

Troca de cães: Maltês por Poodle
Rita de Cássia Silveira Damasceno, de Porto Alegre, entregou o Maltês da família no pet shop e recebeu um Poodle. “Levei o Maltês da minha mãe para tomar banho e as funcionárias trocaram o meu telefone com o da dona de um Poodle. Aí, me ligaram perguntando se podiam tosá-lo, pois estava com muitos nós. Minha mãe atendeu e respondeu que sim. Liguei de volta para dizer que não, pois ele não tinha nenhum nó, mas a moça diz que ele já tinha sido meio tosado. Fiquei furiosa e disse que ia buscá-lo como estava. Então, a veterinária pegou o telefone e me chamou de criminosa por deixar um Poodle naquele estado. Eu disse que ele era Maltês e não tinha nenhum nó. Ela diz que, então, ele era mestiço e não podia nem caminhar por causa dos nós nas pernas. Quando minha mãe foi buscar o cachorro, entregaram o tal Poodle, e ela o trouxe para casa achando ser o dela. Por fim, nós duas fomos devolver o cão trocado. Desfez-se a confusão e nos entregaram nosso Maltês banhado e com o pelo inteiro. Não sei qual foi a reação da dona do Poodle, mas como a veterinária disse ela não gostava de tosa, deve ter dado confusão também.”

Companheiro de profissão
Insatisfeita com o serviço de banho e tosa realizado em seu cãozinho, Léa Rios, de Guarapari-ES, se descobriu em uma nova profissão. “Em 1995 ganhei um Poodle de oito meses. Não entendia nada de raças, só queria um cachorrinho para me fazer companhia e amar! Ele estava todo raspado, mas nem liguei, foi amor à primeira vista e o levei para casa na hora. O tempo passou e o pelo do Ully ficou enorme. Eu, em minha ignorância, achava que os Poodles já nasciam tosados (rs). Me falaram para levá-lo para tosar. Na época não existiam muitos tosadores por aqui, mas achei uma pessoa. Quando fui buscar meu cãozinho, a decepção: o “profissional” tirou o pelo dele todinho e, sem necessidade, pois não tinha nós, já que cuidava direitinho! A partir daí comecei a tosá-lo em casa. Ia olhando fotos e imitando. Até que ficava bom demais para quem não sabia nada de tosa. Quando o pelo estava muito comprido e difícil para mim, levava-o ao pet shop, mas ficava de olho para não rasparem ele todo (rs). Enfim, em 2003, resolvi fazer um curso de banho e tosa. Já estava apaixonada pela profissão e me encontrei profissionalmente. Trabalhei em um banho e tosa por cinco anos. Em 2008, por conta de problemas de saúde, tive que dar um tempo. Me recuperei e, em 2011, montei meu próprio banho e tosa. O nome é Ully Pet Estética Canina, em homenagem ao meu grande amigo Ully, que ainda está comigo, agora com seus 17 anos e alguns meses. Está cansadinho, cego e surdo, mas está comigo. Foi por causa dele que aprendi a amar essa profissão.”

História enviada por: Jornalismo Editora Top.co - Campinas / AC - 01/10/2012 - 00:00

Veja também

Por: Mariana Nabas

Olha só a cara dela!! kkkkkkkk

Dezembro

986 visualizações

uma Cadelinha Tatu!!

Por: Bianca Vasone

Sapatilha detonada

Dezembro

658 visualizações

Venda comprometida!

Por: Társia

minha alegria de viver

Outubro

591 visualizações

Ela adora revirar o lixo

Por: Mônica

Foto meramente ilustrativa

Abril

1349 visualizações

Cão comunitário

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Novembro

2406 visualizações

O dia em que eu chorei

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Outubro

2062 visualizações

Cães loucos por embalagens

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Junho

2275 visualizações

Seu cão sofre de alguma doença crônica?

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Abril

2210 visualizações

Seu cão tem alguma mania?

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Novembro

2406 visualizações

O dia em que eu chorei

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Junho

2275 visualizações

Seu cão sofre de alguma doença crônica?

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Abril

2210 visualizações

Seu cão tem alguma mania?

Por: Jornalismo Editora Top.co

Foto: Arquivo pessoal

Outubro

2062 visualizações

Cães loucos por embalagens

Por: Mônica

Foto meramente ilustrativa

Abril

1349 visualizações

Cão comunitário

Por: Mariana Nabas

Olha só a cara dela!! kkkkkkkk

Dezembro

986 visualizações

uma Cadelinha Tatu!!

Por: Bianca Vasone

Sapatilha detonada

Dezembro

658 visualizações

Venda comprometida!

Por: Társia

minha alegria de viver

Outubro

591 visualizações

Ela adora revirar o lixo



Mais Histórias