Maltês: charmoso e simpático

Categoria: Maltês

Autor(a): Jornalismo Top.Co. | Colaborador(es): Giovana Bião, do Canil Edy Sheybux; 
Netto Nunnez, do Canil Zennun Sev’lla | Cidade: Campinas | 27/11/2013 - 14:53

Branquinho e cheio de graça, o maltês é o menor cão branco do mundo
Canil Zennun Sev’lla Foto: Marcelo Palmeir

Canil Zennun Sev’lla Foto: Marcelo Palmeir


De origem controversa, a tese mais aceita por pesquisadores é que este cãozinho tenha surgido nos portos da região do Mar Mediterrâneo, onde eram usados para caçar os ratos que infestavam os porões dos navios. É muito provável que sejam originários da Sicília, na Itália. Outra versão, descrita pela autora Miki Iveria, em seu livro Maltese Dogs, apresenta evidências que os malteses seriam descendentes de cães asiáticos. Especulações à parte, a popularidade que este pequeno conquistou é inegável. Conhecido e cobiçado desde o Império Romano, em que era chamado de “cão das senhoras romanas”, sua grande valorização aconteceu na Inglaterra, durante o Reinado da Rainha Elizabeth I no final do século XIX. Ali, este cão se estabeleceu como um cão de companhia e participou de suas primeiras exposições, surgindo as primeiras linhas gerais da raça que se espalharam por todo o mundo. No Brasil, o primeiro exemplar chegou como companhia de uma milionária senhora norte-americana na década de 40, mas seu grande sucesso se deu na década de 90. Desde então, vem conquistando admiradores por onde passa, bem como alegria e satisfação para quem o tem como companheiro.

Saiba mais adquirindo a edição 36 da revista Cães Amigos.